Guia Prático de como vender

Após a decisão de vender algumas das suas peças prescindíveis, o leilão é o meio mais cómodo, de fácil acesso, transparente e rentável de colocar as suas peças à disposição de um mercado mais amplo de interessados.

Para tal basta contactar por qualquer dos meios disponíveis na aba contactos.

A partir daí desenrolar-se-ão os procedimentos de avaliação e catalogação das suas peças, determinando as condições em que estas poderão ser apresentadas em leilão, e os procedimentos a tomar

Em todos os seus procedimentos a Partner Leiloeiros tem como seus princípios basilares a descrição e confidencialidade, através de um rigoroso tratamento dos seus dados pessoais.

Privilegiamos com os nossos clientes uma relação franca e de confiança que facilita a venda dos bens que nos são confiados.

Após contato prévio com os nossos serviços procederemos a uma avaliação prévia e informal das suas peças gratuitamente 

Espécies de certificações e/ou avaliações que se consideram ou podem se considerar necessárias.

Todas e cada uma das suas peças que tenham por base e/ou tenham incorporados materiais de espécies da fauna e flora selvagens protegidas terão de ser encontrar certificados, em conformidade com as disposições da CITES, pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.

*CERTIFICADO CITES – Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies de Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção

Todas e cada uma das suas peças que tenham por base e/ou tenham incorporados metais preciosos, tem que se encontrar devidamente contrastados sempre que para tal a lei exigir.

Na observância do disposto na Lei nº 98/2015, de 18.08.2015 e Dec. Lei nº 44/2016 de 17.8.2016

Após mútuo acordo entre o vendedor e a Partner Leiloeiros será assinado nos cumprimentos das exigências legais em vigor um contrato de prestação de serviços.

Com a assinatura do contrato por ambas as partes, o vendedor de um lote e a Partner Leiloeiros passam a estar vinculados entre si.

O vendedor com a assinatura do contrato garante ser proprietário e legítimo possuidor do bem e é da sua inteira responsabilidade a correta informação e descrição das peças colocadas em leilão, em que são sempre cumpridas as exigências legais gerais e/ou especiais para cada bem colocado em leilão.

O transporte e o depósito dos lotes nas instalações da Partner Leiloeiros e o seu posterior levantamento em caso de os lotes não serem vendidos são da inteira responsabilidade do vendedor.

Caso não tenha como transportar as peças dos seus lotes a Partner Leiloeiros presta os serviços de transporte e armazenagem dos mesmos nos termos da tabela em vigor
 
Independentemente da sua colocação em leilão, a Partner Leiloeiros chama a atenção para a conveniência da realização de um seguro para os lotes depositados para leilão.

A responsabilidade da Partner Leiloeiros, por quaisquer perdas ou danos (incluindo furto ou roubo) está coberto por seguro caso assim opte, o seguro é realizado pelo valor da reserva acordado dos bens que estejam depositados nas suas instalações


O vendedor pode ou não optar constituir um seguro sobre os lotes entregues e colocados a leilão, no caso de o vendedor não ter optado por fazer o seguro, neste caso não haverá indemnização pelos prejuízos ocorridos.

Assegurar o seguro dos bens em causa, de preferência através de uma companhia e de uma corretora de referência, especializadas em seguros de arte;

No caso de os seus lotes já estarem seguros, deve rever as condições e prémios e proceder à sua atualização.

A Partner Leiloeiros recomenda para o efeito a Hiscox, junto de quem segura todos os bens que lhe são confiados e com quem mantém uma parceria, onde lhe será prestada toda a assistência de que venha a precisar.

Hiscox Insurance Company Ltd (Innovarisk Lda) - Apólice Responsabilidade Civil N.º 2517586 O que se segue após o leilão terminar?

Terminado o leilão o vendedor será informado por e-mail dos resultados obtidos e valor líquido a receber de acordo com os termos e condições particulares previamente estabelecidas.

Quando é pago o valor bem vendido em obtido pelo bem em leilão?

No caso de venda do bem, a Partner Leiloeiros obriga-se ao pagamento da quantia da venda, deduzidas as comissões, serviços e impostos devidos nos 15 dias úteis subsequentes ao pagamento integral do preço do remate pelo comprador.

A Partner Leiloeiros recebe uma comissão de 14,5% sobre cada lote de bens móveis ou móveis sujeitos a registo, vendido sendo 1€ o valor mínimo de comissão, nos lotes de bens imóveis a comissão a cobrar será de 5%, em ambos os casos acrescidos de IVA à taxa legal de 23%

Considerando que o comprador deve efetuar o pagamento no prazo de 15 dias a contar da data do fim leilão, na medida em que depende do pagamento o levantamento do bem comprado.

O vendedor autoriza a Partner Leiloeiros a deduzir do contrato de arrematação a comissão devida acrescida de IVA, assim como os outros custos previstos nos termos do contrato.

Dos bens que não são vendidos em leilão
Os bens colocados a leilão serão retirados quando não tiveram tido qualquer licitação ou se não atingirem o valor de reserva pretendido pelo vendedor.

No caso de não ter havido qualquer licitação do bem o vendedor poderá voltar a recolocar o bem à venda em novo leilão ou senão atingir o valor de reserva o vendedor poderá optar por vender o bem pelo preço da licitação mais alta.

No caso de recolocação à venda do bem retirado, o vendedor aquando da assinatura do contrato o vendedor poderá desde logo autorizar expressamente a recolocação em leilão dos bens não vendidos.

Esses mesmos bens senão tiverem valor de reserva voltarão a ser colocados oportunamente em leilão, caso os bens colocados em leilão e não rematados tenham valor de reserva voltarão a leilão com a seguinte redução do valor de reserva: Leilões presenciais: 25%; Leilões online: 35%.

Nestes casos, não serão devidas despesas de armazenamento previstas na tabela de preços em vigor.

Caso não seja convencionado contratualmente a sua recolocação em leilão os lotes não vendidos deverão ser retirados em cinco dias ou pagaram o valor da sua armazenagem nos termos da tabela em vigor.

Informação ao consumidor Lei n.º 144/2015 de 8 de Setembro

Em caso de litígio o consumidor pode recorrer a uma Entidade de Resolução Alternativa de Litígios de consumo: CICAP, sito na Rua dos Douradores, nº 116 - 2º, 1100 - 207 Lisboa

http://www.centroarbitragemlisboa.pt.

Mais informações em Portal do Consumidor www.consumidor.pt.

Livro de reclamações online:

https://www.livroreclamacoes.pt

Partilhe: